Grupo LGBT desrespeita a Fé dos cristãos e reproduz Santa Ceia com relações homossexuais.

"QUEREMOS RESPEITO!" - gritam a todo pulmão os grupos de militância LGBTs por todo o mundo. Ora, é justo que de fato sejam respeitados e acolhidos por todos, especialmente pelos Católicos que, conforme ensina o nosso Catecismo, "devem acolher com respeito, compaixão e delicadeza. Evitando-se para com eles todo sinal de discriminação injusta." 

Primeiramente cabe destacar que este Artigo não tratará do indivíduo homossexual, que busca viver a sua vida normalmente e sem histerias, mas se limitará a desmascarar a luta política e ideológica travestida de "direitos" lideradas pelos Movimentos LGBTs e por aqueles que desejam destruir um dos pilares da civilização ocidental - o cristianismo.
 
Como dito, nós temos o dever de respeitá-los! Mas e a reciprocidade, existe?

Ataque do Grupo LGBT DiverCity ao cristianismo.

O Grupo LGBT DiverCity, de Salerno, no sul da Itália, criou uma versão gay do famoso quadro da Santa Ceia como pretexto para uma "festa" na quinta-feira santa. Esta não é - nem de longe! - a primeira vez que a nossa Fé é vilipendiada e desrespeitada pelos mesmos grupos que não tardam em apelar ao vitimismo e acusar a nós, cristãos, de intolerância e do tal "discurso de ódio".

Não podemos deixar de reconhecer que, aqueles que vivem a condição do homossexualismo, são muitas vezes perseguidos e humilhados. Mas será mesmo que o vilão da história somos nós, cristãos? Quem não tem amigos ou familiares homossexuais? Você os persegue? Se a sua resposta for sim, sugiro reler o que ensina o Catecismo!

E o que falar dos muçulmanos que atiram os homossexuais de prédios? Alguém aqui já viu algum grupo LGBT fazer sátira de Maomé? Não, né? Então por qual motivo eles atacam o cristianismo?

Membros de Grupo LGBT durante a ParadaGay de SP
O Papa Bento XVI nos ensinou que "A cultura da Europa nasceu do encontro entre Jerusalém, Atenas e Roma, do encontro entre a fé no Deus de Israel, a razão filosófica dos Gregos e o pensamento jurídico de Roma. Este tríplice encontro forma a identidade íntima da Europa. Na consciência da responsabilidade do homem diante de Deus e no reconhecimento da dignidade inviolável do homem, de cada homem, este encontro fixou critérios do direito, cuja defesa é nossa tarefa neste momento histórico.".

Se existe a necessidade de defesa é porque ela vem sendo atacada. E não se trata de um fato isolado ou restrito aos Movimentos LGBTs. Não acredita? O que falar das políticas públicas a favor do assassinato de fetos? E do caráter laiscista que deseja se dar ao Estado (não me refiro ao Estado Laico!)?  E da Ideologia de Gênero? Você acha que tudo isso são fatos isolados?

O cristianismo continua a ser (e sempre será) a maior barreira para a reengenharia social idealizada e planejada sob a tutela de uma casta globalista que financia, através da ONU e outras ONGs, um ataque impiedoso à Fé cristã.

Podemos imaginar que tudo isso não passa de uma teoria da conspiração ou podemos iniciar uma contrarrevolução cultural em defesa do Evangelho. Eu fico com a segunda opção. E você? Que tal começar a exigir mais respeito com a nossa Fé?


Por Leonardo Dias,
Católico Apostólico Romano;
Pai de três filhos, empresário e ex-catequista;
Liderou a resistência contra a Ideologia de Gênero no Estado de Alagoas.
facebook.com/leo.fdias
leo.fdias1979@gmail.com
WhatsApp: 82 98881-1234   

5 comentários:

  1. Gostaria de pontuar uma coisa, acolher a todos é dever de todo cristão, mas isso não quer dizer ser tolerante com os pecados dessas pessoas. Todos devem ser advertidos de sua condição pecaminosa e admoestado para se arrepender, obtendo assim o perdão pela graça divina. Não há perdão sem arrependimento e mudança de atitude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Danúbio. O Catecismo nos ensina a acolher os homossexuais ao tempo em que nos instrui que a vida deles deve ser de união ao sofrimento de Cristo através de uma vida casta.

      Excluir
  2. Isso não foi o grupo lgbt quem fez , esse Flyers foi feito por uma casa noturna na Itália , não julgue todos os gays por uma menoria, porque um grupo isolado fez algo , não temos que pagar por todos , melhore seu discurso não incentive o ódio .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro ao amigo reler o texto, pois nele está muita clara a separação do indivíduo que vive sua condição homossexual e os grupos de militância LGBT.

      Excluir
  3. os gays cospem na fé alheia, depois pedem respeito...

    que DEUS tenha misericórdia dos fieis

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.