O que significa ser uma pessoa espiritual?



O ser humano não é só o seu corpo ou a sua mente, mas existe nele uma tríplice realidade, sendo composto ordinariamente de dentro para fora: alma, mente e corpo. Estamos na terra, é aqui que vivemos e buscamos nossa realização diária. Porém não somos seres meramente terrenos, tampouco somos constituídos apenas pela matéria extrínseca.

Na época em que vivemos, a maioria das pessoas, dedicam-se somente ao corpo e não fazem sequer ideia de que também são um espírito, negligenciando-o. Atualmente até existe um grande esforço para fortalecer a mente e enriquecer a inteligência, no entanto o campo espiritual sequer é cogitado.

A ideia de espírito, é mais antiga que a própria Igreja Católica. Os primeiros filósofos, denominados Pitagóricos, acreditavam que o ser humano seria composto pela dualidade corpo e alma. Eles também afirmavam que o objetivo geral da vida era alcançar a felicidade em plenitude, mas para isto, fazia-se necessário purificar a alma, porque o corpo, seria a fonte de todos os males. A felicidade não pode ser encontrada, porque não é uma realidade tangível, mas uma condição interior que só pode ser alcançada por um “objeto” com a mesma composição imaterial. O corpo não é somente fonte de males, uma vez que foi feito por Deus com um propósito santificador, mas manchado pelo pecado original é inclinado ao pecado que fere de morte, todavia pode tornar-se um instrumento de graça, quando ele é comandado pelo núcleo espiritual. Como nos diz o próprio Jesus: “o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mt, 26:41).

Ser uma pessoa espiritual, implica numa vivência diferente da qual o mundo incentiva com suas paixões e ciladas. Quem não possui vida interior, vive somente para coisas fúteis, efêmeras e vazias da vida. Vê-se constantemente uma busca desenfreada pela satisfação do corpo com os prazeres carnais, essas ações são um resultado explícito do domínio da matéria sobre o espiritual. Aquele que vive pela carne é seu escravo, anda como se estivesse de cabeça para baixo ou mesmo pelo avesso, pois ignora aquilo que é imanente à sua condição humana e à ordem natural da criação. A palavra espírito vem do Latim “spiritus” e significa “respiração” ou “sopro”. Já se sabe o que ocorre com o corpo caso lhe falte a respiração, ele morre como o galho que seca ao ser apartado do tronco. Aquele que deseja ser espiritual deve seguir aquilo que disse São Paulo na carta aos Gálatas: “Se vivemos pelo espírito, andemos também pelo espírito.”

Se queremos viver pelo espírito, devemos buscar aquilo que não é passageiro, para isto é preciso mortificar a carne por meio de mortificações e exercícios como o jejum e a oração que elevam o ser humano a uma existência transcendente. A sensibilidade trazida pela vida interior, torna o ser humano sensitivo ao mundo a sua volta, abrindo sua mente à contemplação das coisas simples, a solidariedade e compaixão pelo próximo. É preciso despertar a alma que permanece inativa dentro de nós silenciando e ouvindo o próprio interior.

A alma deve comandar a mente e o corpo, para que o humano mantenha o equilíbrio natural. O essencial está dentro da alma, de nada adianta procurar fora aquilo que só pode ser encontrado no interior. Busca-se constantemente a sabedoria e conhecimento, porém a mente não pode produzi-los, mas eles se dão quando o indivíduo atinge um grau transcendente à realidade habitual do dia a dia.

Ser espiritual é viver de acordo com a vontade de Deus que está prescrita no “DNA” da alma de cada pessoa. É saber contemplar a natureza e sentir-se um com ela. É entender o projeto de Deus por meio de simples gestos. É respeitar a liberdade incondicionalmente. É não desejar senão o bem. É controlar a si mesmo, dominando-se, possuindo-se por inteiro. É ser sensível a voz de Deus em meio à vasta criação. É viver dentro de si transbordando para fora com intensidade, todo o bem. É saber amar sem limites. É ser aquilo que se é. Vivemos dentro de um corpo, mas precisamos entender que somos um espírito e esta é a nossa verdade.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.