A Santidade por meio de Maria: São João Paulo II

O Papa João Paulo II, canonizado em 2014, foi consagrado a Virgem Maria. Colocou toda sua vida e seu longo pontificado nas mãos da Santíssima Virgem.



Totus Tuus- Todo teu, Maria. Esse foi o lema episcopal e do pontificado de São João Paulo II, um Santo dos dias de hoje, cuja espiritualidade é marcada pela profunda devoção a Maria Santíssima. Nascido em 1920, na Polônia, batizado com o nome Karol Wojtyla, João Paulo II foi um católico fervoroso desde sua infância.

Aos 22 anos, após ter perdido todas as pessoas que amava (mãe, pai, irmãos), tomou a decisão definitiva de ser padre e entrou para o seminário de forma clandestina, visto que, sob domínio nazista de Hitler, a Polônia estava proibida de realizar qualquer tipo de missa ou ter seminário. Assim, sendo ordenado sacerdote em 1946, iniciava-se sua ascensão na hierarquia da Igreja. Em 1958, o Papa Pio XII nomeou-o Bispo auxiliar da Cracóvia, o que cominou para sua presença no Concílio do Vaticano II, fato que lhe rendeu notabilidade pela sua firme e discreta participação nas atividades ali discutidas pelos Bispos. Assim, diante da fatídica morte do Papa João Paulo I, com 33 dias de pontificado, após 08 escrutínios, com 99 de 108 votos, em 1978, Karol Wojtyla foi nomeado papa, tendo escolhido o nome João Paulo II para homenagear seus antecessores.

Ao nos atentarmos para a vida e testemunho de São João Paulo II, podemos entender que sua espiritualidade mariana foi essencial para todos os seus feitos na igreja, tornando-se um dos Papas mais extraordinários de todos os tempos. Isso porque colocava todas as dificuldades que tinha, bem como todos os seus planos e decisões nas mãos de Maria. Ainda jovem, apresentava uma profunda devoção por Nossa Senhora. Entretanto, como muitos de nós, o qual tinha medo de que a mãe tomasse o lugar de seu Filho Jesus, ou seja, sua entrega não era total, mas sim, marcada por pensamento protestante, que insiste em perseguir muitos Católicos. Foi aí, que no seminário, ele teve contato com o livro de São Luís Maria Grignion de Montfort: "O Tratado de Devoção a Santíssima Virgem", cuja história do Santo autor desta obra já está presente em nosso site. Você pode acessá-la clicando aqui.

A partir deste livro, Wojtyla sustentou sua entrega à Maria Santíssima e encontrou respostas para todas as suas dúvidas a respeito do culto de veneração a Maria e de adoração a Jesus. Tanto é que o Brasão do Pontificado do Papa João Paulo II é todo baseado em seu amor pela Virgem Maria, explicitando seu manto azul, sua presença materna em nossas vidas, a Concepção Virginal de Jesus e sua presença no Calvário junto a seu Filho. Contendo, ainda, o lema do seu pontificado: Totus Tuus Mariae.

De forma extensa, o lema de São João Paulo II é: Totus tuus ego sum et omnia mea tua sunt. Accipio Te in mea omnia. Praebe mihi cor tuum, Maria – Sou todo vosso e tudo o que possuo é vosso. Tomo-vos como toda a minha riqueza. Dai-me o vosso coração, ó Maria. Usemos essa frase como oração em nossas vidas, como lema, também, das nossas vidas. Não tenhamos medo de nos entregar nas mãos dela, de entregar tudo que somos e temos nas mãos daquela que gerou, amou e educou o Mestre Jesus. Ela não falha conosco, assim como não falhou com São João Paulo.

No dia 13 de maio de 1981, o Papa João Paulo II sofreu um atentado, mas milagrosamente sobreviveu. Todos os fatos culminavam para sua morte: desde a experiência do atirador/terrorista, até a região onde os disparos atingiram seu corpo. Depois de recuperado, o Santo o visitou e concedeu o perdão ao terrorista, tendo, também, convencido as autoridades a libertarem-no. Sendo esse um milagre da Santíssima Virgem na vida do Santo Padre e uma prova de que a confiança e o amor dela estiveram com ele em todos os momentos de sua vida.

Portanto, tendo consagrado duas vezes o mundo à Maria Santíssima, em Fátima e na Praça São Pedro, pensar na história de São João Paulo II e dissociá-la da sua intensa devoção a Virgem Maria é impossível, visto que seu amor e confiança filial são exemplos para todos nós. Leia mais sobre a Virgem Maria em nosso site. Clique aqui entenda que "quanto mais uma alma é devota à Maria, mais devota a Jesus ela o será".

Que São João Paulo II -devoto da Virgem Maria, Consagrado pelo método de São Luís Maria Grignion de Montfort, patrono da juventude e fundador da Jornada Mundial da Juventude- JMJ- rogue, junto à Santíssima Trindade, por cada um de nós. Amém!

Gleice Kelly
18 anos, Católica, batizada, crismada, catequista e integrante do Movimento TLC- Diocese de Palmeira dos Índios/AL;
Estudante de Ciências Farmacêuticas- UFAL.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.