Reze a Ladainha da Humildade e reflita sobre a verdadeira humildade que é espelhada em Jesus Cristo

Reze e reflita conosco a profunda Ladainha da Humildade, a fim de enriquecer seus exercícios espirituais durante essa quaresma.

Resultado de imagem para a paixão de cristo


Ladainha da Humildade, escrita pelo Cardeal Merry del Val

Jesus, manso e humilde de coração, ouvi-me.
Do desejo de ser estimado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser amado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser conhecido, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser honrado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser louvado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser preferido, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser consultado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser aprovado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser humilhado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser desprezado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de sofrer repulsas, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser caluniado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser esquecido, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser ridicularizado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser infamado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser objeto de suspeita, livrai-me, ó Jesus.

Que os outros sejam amados mais do que eu, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros sejam estimados mais do que eu, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam elevar-se na opinião do mundo, e que eu possa ser diminuido, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser escolhidos e eu posto de lado, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser louvados e eu desprezado, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser preferidos a mim em todas as coisas, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser mais santos do que eu, embora me torne o mais santo quanto me for possível, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Amém!


Paralelamente e posteriormente ao ato da oração, é de suma importância que busquemos refletir sobre o que estamos rezando: o que expomos, pedimos ou agradecemos a Deus nesse ato de trocas e de extrema interação com Ele, principalmente quando a qual é recomendada por algum santo ou figura importante da nossa Santa Mãe Igreja.

Esta ladainha, em especial, traz consigo uma extrema profundidade, na qual a humildade é encarada da forma mais santa e direta, assim como foi exercida e defendida por Cristo. Isso porque, muitas vezes, a visão que temos do que realmente é ser humilde acaba sendo errônea, ao enaltecer sentimentos que mais são mundanos do que eternos... Cremos que humildade é apenas não sermos reconhecidos por nossas qualidades e atos, quando na verdade, ser humilde é desejar o ocupar o último lugar, oferecer a outra face para que ela seja agredida, aceitar que somos um nada diante da vastidão de Deus e diante de toda a humilhação que o pecado causa em nós.

Ser humilde é reconhecer que NADA somos se não por meio de Deus, que nada podemos fazer se essa não for a vontade de Deus... Assim como Cristo, Seu Único Filho, fez. 

Ninguém aceita, com naturalidade, a humilhação, a repulsa, a calunia, a infâmia... É natural do ser humano o desejo de ser amado, exaltado, louvado, preferido. Mas, pensem comigo: Jesus, ao contrário de toda natureza, sofreu e sofre tudo isso. Jesus, ao contrário de tudo que desejamos, sendo Filho de Deus, Rei do Universo, deveria ser O mais amado, exaltado, querido, consultado... Mas não O foi. E continua não sendo nos dias atuais. É preciso que caminhemos com Jesus, que reflitamos suas dores sofridas em sua Paixão e morte... É preciso que queiramos nos configurar ao Cristo com todas as Suas dores, com todas Sua vontade de querer que experimentemos a Água Viva, a eternidade, a certeza da felicidade eterna. Para isso, é preciso que exista uma Cruz... A Cruz do despojar-se de si e do entregar-se ao outro, mesmo que nossa natureza humana coloque o nosso próprio ser em primeiro lugar.

Assim, esta oração pede que sejamos como Jesus foi, que repitamos e sigamos seus passos tão expostos com claridade do Evangelho. A qual nos expõe o caminho da verdadeira humildade, que é a humildade presente em Jesus Cristo.

Que esta Quaresma seja uma oportunidade para pedirmos a Deus a graça da verdadeira humildade, bem como para buscarmos praticá-la em nossos dias. 

"Deus resiste aos soberbos, mas concede a graça aos humildes." Tg 4, 6.

Gleice Kelly
Tem 19 anos, é estudante de Farmácia na Universidade Federal de Alagoas- UFAL, Integrante do Movimento TLC- Diocese de Palmeira dos Índios, bem como agente da Patoral Familiar da Paróquia de Senhora Sant'Ana.




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.